Comunicação

Ato contra o golpismo midiático denuncia organizações Globo

Imprimir
Terça, 10 Maio 2016
Acessos: 2184
Compartilhar

O Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação, A Frente Ampla pela Liberdade de Expressão no Rio de Janeiro - Fale-Rio e a Frente Brasil Popular promoveram nesta quinta-feira (5) o “Dia Nacional de Luta contra o Golpismo Midiático” com um ato na Central do Brasil – no centro do Rio de Janeiro.

André Lobão*

Imagem: Samuel Tosta

 

O objetivo foi denunciar como o monopólio privado das Organizações Globo interfere no processo democrático, na liberdade de expressão e no direito à comunicação.

“De alguma forma estamos passando o nosso recado, denunciando o mal que faz a nossa democracia que já é tão golpeada com essa concentração exagerada de mídia. Nenhum país do mundo tem uma concentração de mídia mais forte como tem o Brasil. Nem os EUA, Inglaterra, França, Itália e Alemanha têm essa situação. Aqui a imprensa é o quarto poder, de fato, da república. Então aqui mais uma vez estamos com o FNDC, Fale-Rio, pois há 25 a entidade fazemos isso, para denunciar  essa manipulação da informação esse discurso único; essa tentativa de invisibilizar determinados atores sociais; de contar uma narrativa que é apenas um lado da história, contra isso tentamos fazer nossa parte” – disse Orlando Guilhon do FNDC e integrante do Fale-Rio.

No Brasil, apenas seis famílias controlam mais de 80 % da mídia. Isso faz com que diferentes visões de sociedade não se reflitam na programação das emissoras, prevalecendo sempre à lógica do discurso único.

“É sempre importante estar nas ruas, divulgando esse debate sobre os meios de comunicação. As pessoas precisam ter acesso a essas informações ao escutarem nossas falas e lerem nossos panfletos. Precisam perceber que existe algum diferente do que elas veem na tela de TV. Portanto sempre será positiva a realização de atos como esse para esclarecer a população sobre o que de fato acontece com a mídia” – explicou o Professor DA Escola de Comunicação da UFRJ, Marcos Dantas.

Manipulação, partidarismo e defesa de interesses econômicos estrangeiros. Esse é o papel assumido pelas organizações Globo na atual crise política brasileira. A internet pode ser um contraponto a esse protagonismo exercido?

“Hoje a Globo tem um grande adversário que são as redes sociais. Não foi por acaso que recentemente o Whatsapp foi tirado do ar por um juiz de 1ª estância. É talvez a ferramenta mais popular das novas tecnologias no Brasil com mais de 100 milhões de pessoas atuando na rede. Então, as redes sociais se apresentam como grande arma contra essa produção da Globo, eu exemplifico isso quando o ‘Jornal Nacional’ solta uma notícia contra o governo, imediatamente essa informação é contestada nas redes” - analisou o Coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro e da Federação Nacional dos Petroleiros, Emanuel Cancella, que também pede prisão de integrantes da família Marinho por sonegação fiscal no Brasil.

A televisão e o rádio ainda são os meios de comunicação mais acessados pelo grosso da população brasileira. A televisão continua sendo o meio de comunicação mais utilizado pelos brasileiros. O dado é da Pesquisa Brasileira de Mídia 2015. De acordo com levantamento, 95% dos brasileiros assistem TV regularmente e 74% a veem todos os dias. A pesquisa apontou também que o rádio ainda é o segundo meio mais utilizado, com 55% apesar do crescimento da internet.

“Nós vivemos hoje na mídia uma liberdade limitada e sem sensibilidade. É uma liberdade que diz o seguinte: “um minuto e meio para Hitler e um minuto e meio para os judeus”. Se essa é a medida para a liberdade de imprensa no mundo liberal burguês, efetivamente perdemos a sensibilidade em relação à vida. Nós perdemos muito porque não soubemos ampliar e trabalhar a narrativa junto às bases populares, por isso a realização de ato na Central do Brasil é muito importante” - finalizou a Professora e Pesquisadora em Semiologia da UFRJ, Maria Luiza Busse, também integrante do FNDC e do Fale-Rio.

Assista a versão em vídeo

 

 * André Lobão é jornalista da Agência Petroleira de Notícias e da TV Petroleira

 Imagem: Samuel Tosta

Compartilhar

Copyright © 2019 Agência Petroleira de Notícias. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0

Av. Presidente Vargas, 502, 7º andar, Centro, Rio de Janeiro - RJ, CEP 20010-000 • (21) 2508-8878 Onlink.