Comunicação

Dia Nacional de Paralisação, Ato na Transpetro, às 17h,

Imprimir
Quinta, 22 Setembro 2016
Acessos: 2233
Compartilhar

 

Nenhum direito a menos, rumo à greve. Ato na Transpetro, às 17h, marca a participação da FNP e do Sindipetro-RJ no movimento nacionalO Sindipetro-RJ inicia a mobilização para o Dia Nacional de Paralisação, que acontece hoje, promovendo atrasos em diversas unidades da Petrobrás. Às 17h, promove um abraço no prédio da Transpetro, que corre o risco de ser privatizada. Após o ato, os participantes se unirão
aos trabalhadores das outras categorias que estarão concentrados na Candelária.
Convocado por sete centrais sindicais, dentre elas CUT, CTB, CSP-Conlutas e Intersindical, com apoio das frentes Brasil Popular, Povo Sem Medo e Esquerda Socialista, o Dia Nacional de Paralisação, é preparativo rumo à greve geral. No Rio, está prevista uma passeata, com concentração na Candelária, até a Assembleia Legislativa (Alerj). Várias categorias estão programando atrasos e atos nos locais de trabalho.
Esta mobilização é importante para os petroleiros, principalmente depois da apresentação pelo RH da Petrobrás, no dia 16, da proposta de termo aditivo ao ACT 2015/17 e do novo Plano Estratégico da empresa, tornado público no dia 19.
No primeiro, uma proposta rebaixada, que não cobre nem 50% da inflação acumulada. E o plano deixa claro o desmonte da Petrobrás como empresa integrada de energia, desistindo de atuar nas estratégicas áreas de petroquímica, fertilizantes, biocombustíveis e GLP, entre outras.
Na plenária realizada no Sindipetro-RJ, na segunda-feira (19), decidiu-se encaminhar às assembleias da categoria (veja o quadro) voto pela rejeição da proposta apresentada e indicativo de greve de advertência para o dia 29.

Compartilhar

Copyright © 2019 Agência Petroleira de Notícias. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0

Av. Presidente Vargas, 502, 7º andar, Centro, Rio de Janeiro - RJ, CEP 20010-000 • (21) 2508-8878 Onlink.