FSM / Cúpula dos Povos

Fórum Social será preparativo para Rio + 20

O Fórum Social Mundial Temático 2012 começa nesta terça-feira (23), no Rio Grande do Sul, com a expectativa dos movimentos sociais de transformá-lo em um debate preparatório sobre a agenda da sociedade civil para a Rio+20

 

Sindipetro-RJ no FST 2012: ganância petroleira ameaça vida no planeta

Petróleo no contexto da crise capitalista e da justiça social e ambiental. Eventos organizam resistência mundial à exploração predatória. O desastre promovido pela Chevron, no Rio de Janeiro, é exemplo da ganância petroleira. Confira aqui a programação completa do Sindipetro-RJ no Fórum Social Temático (FST 2012), nos dias 24 a 29/1

Fórum Social Mundial terminou afirmando a importância geopolítica da África

Horas depois da queda do ditador egípcio, cerimônia de encerramento do Fórum é marcada por discursos em defesa das lutas em curso no continente africano como parte essencial do movimento anticapitalista e antiimperialista.

Lula diz que expansão agrícola é chave para desenvolvimento da África

No FSM-2011, Lula defendeu a criação do Estado Palestino, apoiou a revolta popular no Egito, criticou os países ricos e afirmou que as savanas africanas, como o cerrado brasileiro, poderiam dar suporte ao avanço da agricultura e da segurança alimentar

 

Um outro Oriente Médio é possível?

Os protestos populares na Tunísia, Egito, Iêmen e Jordânia apresentam uma agenda renovada para o Fórum Social Mundial que iniciou neste domingo (6/2) em Dakar, Senegal. A aplicação da consigna do FSM aos problemas dessa região coloca a seguinte questão: “Outro Oriente Médio é possível?”. O que está acontecendo no Egito mostra que o castelo das autocracias apoiadas e sustentadas pelos EUA é menos sólido do que parecia. Milhões de jovens, homens e mulheres, estão nas ruas dizendo que é possível, sim. E necessário

Marco Aurélio Weissheimer *

FSM 2011 começa exaltando revoltas populares no Egito e Tunísia

Mobilizações no Norte da África e Oriente Médio inspiram participantes do Fórum Social Mundial 2011 na busca por alternativas e pela superação de governos tiranos

 

Os caminhos do FSM

Por Claudia Santiago 

O Fórum Social Mundial Grande Porto Alegre reuniu, segundo seus organizadores, 35 mil pessoas. Ativistas sociais de diversos movimentos, partidos e ONGs se revezaram em oficinas e no seminário que discutiu os dez anos do FSM. Os debates no seminário refletiram preocupações que estão colocadas, pelo menos desde o FSM de 2003, quando o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, foi ovacionado por sindicalistas e militantes do MST. Na ocasião, a participação de governantes não era bem vinda pelo comitê organizador. Afinal, a Carta de Princípios do Fórum determina a completa autonomia dos movimentos em relação aos governos, sejam de esquerda ou de direita. Mas Chávez foi e agradou. Em 2005, voltou e levou o estádio do Gigantinho ao delírio. Revelou-se que os participantes queriam debater projetos de poder.

Fórum Social 10 anos realiza mesa de encerramento e aponta caminhos para Dakar 2010

“Pós-Cop 15”: debate previsível"

Debate sobre petróleo na Universidade Católica de Salvador agita segundo dia do FSMT da Ba

Image

Campanha O Petróleo Tem que Ser Nosso e Sindipetro-RJ marcam presença no FSMT de Salvador

Image

Sub-categorias


Copyright © 2019 Agência Petroleira de Notícias. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0

Av. Presidente Vargas, 502, 7º andar, Centro, Rio de Janeiro - RJ, CEP 20010-000 • (21) 2508-8878 Onlink.