Meio Ambiente

Padre paraibano é a favor da transposição do São Francisco e contesta jejum de D. Cáppio

Imprimir
Quarta, 31 Dezembro 2003
Acessos: 3306
Compartilhar

Padre Djacy Brasileiro, o mesmo que ergueu uma cruz de latas no Palácio Alvorada, em Brasília, divulga carta contra a nova greve de fome que está sendo feita por Dom Cáppio, Bispo de Barra, na Bahia.

Em correspondência endereçada ao Portal Vitrine do Cariri, o Padre Djacy Brasileiro, da cidade de Santa Cruz, no alto sertão da Paraíba, criticou a postura de Dom Cáppio, Bispo de Barra, na Bahia, que iniciou uma nova greve de fome para protestar contra as obras da transposição.

Leia na íntegra a carta enviada ao Portal Vitrine do Cariri pelo Padre Djacy Brasileiro.

"É constrangedora, irracional, desumana, decepcionante, inconcebível, anticristã, essa atitude extrema de Dom Cáppio, contra um projeto, que vai somente beneficiar milhões de irmãos nordestinos, libertando-os das conseqüências nefastas da seca.

Meu Deus do Céu, como é que Dom Cáppio, homem de Deus, posiciona-se de forma tão radical contra um projeto, que visa levar água para matar a sede de tantos irmãos sedentos? Dom Cáppio, pelo o amor de Deus, não faça isso. Pense nos seus irmãos do sertão, que vivem numa situação de penúria. Lembre-se das palavras de Cristo: "eu estava com sede e me destes de beber".

Sinceramente, como cristão sacerdote, estou indignado, revoltado. Estou, ao escrever esta matéria, chorando. Pode acreditar. Sabe, por que? Porque moro no sertão, convivo com os sertanejos noite e dia, e sei do seu sofrimento, de sua sede, sua fome, sua miséria...e quando o governo federal deseja executar um projeto ,que  vai livrar meus irmãos da miséria....vem um irmão meu, no sacerdócio ,com uma greve de fome,dizer para o governo e o povo Brasileiro,que é extremamente contra a transposição.

Entrei na luta não de forma aleatória, para fazer sensacionalismo ou para aparecer na mídia. Longe de tal propósito. Sim, vesti a camisa da transposição, porque tenho a absoluta convicção, que a transposição será uma grande alternativa para livrar o povo dos quatro estados do nordeste setentrional, do cativeiro não somente da sede, mas do atraso sócio-econômico. Dessa luta, não irei desistir, irei até as últimas conseqüências. Se o bispo Dom Cáppio dá a vida pelo o rio, que supostamente um dia poderá morrer, eu darei minha vida por milhões de nordestinos, que de fato, já estão morrendo com a fome, a sede, a miséria...

Se a vida do rio merece essa posição radical do bispo (como ele afirma), o povo pobre do sertão, esfomeado, sedento, merece minha atitude de doação, através quem sabe, de uma atitude extrema a favor da vida.

Padre
Ser a favor da transposição é, indubitavelmente, ser a favor da vida. Então estou a favor da vida. Por ela irei até as últimas conseqüências, dando-lhe minha vida. Abracei essa causa tão humana, tão cristã e dela não darei um passo para trás.

Como padre, irei seguir o exemplo do profeta maior, Jesus: "amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado". Conclamo a todos para entrar nesta luta. Transposição já! Ou agora ou nunca mais.
É bom saber que, a atitude do Bispo é uma atitude pessoal, isolada, que não condiz com a posição da Igreja Católica. Ele está defendo uma posição extremamente pessoal. Espero que a Igreja veja esse gesto radical, como um ato que fere estrondosomamente seus princípios e coloca em risco sua credibilidade. Só digo uma coisa, se ele pode fazer greve de fome, então dá a entender que a nossa doutrina católica, a favor da vida, não tem sentido em existir. Se assim o for, poderei também, tentar imitar essa atitude, em defesa não do rio, mas da vida de milhões de seres humanos
".

Padre Djacy Brasileiro
(telefones 833536119, 99113141)

 

__________
Fonte: http://www.vitrinedocariri.com

Compartilhar

Copyright © 2019 Agência Petroleira de Notícias. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0

Av. Presidente Vargas, 502, 7º andar, Centro, Rio de Janeiro - RJ, CEP 20010-000 • (21) 2508-8878 Onlink.