Movimentos Sociais

Governo vai colocar Exército nas ruas contra atos, em SP

Imprimir
Sexta, 02 Setembro 2016
Acessos: 2286


Temer já reforça a repressão, para impedir manifestações contra seu governo, anti-popular e golpista


No próximo domingo, dia 4, forças do Exército estarão nas ruas de São Paulo para impedir protestos durante a passagem da tocha paralímpica pela Avenida Paulista, que estará fechada para o trânsito de veículos e aberta ao público.
Trata-se, normalmente, de espaço dedicado ao lazer de jovens e famílias, e também de manifestações culturais e políticas de todas as tendências. Agora que o golpe foi consumado, contudo, querem proibir os protestos na via.
A presença do exército é agravada pela determinação, por parte da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, de proibir oficialmente as manifestações – uma forma de autorizar a repressão por parte da Polícia e, possivelmente, do Exército contra os grupos que se organizam para realizar ato pacífico pela democracia na avenida neste domingo.
O discurso que justifica a violência já circula pela mídia corporativa: em editorial nesta sexta-feira, dia 2, a Folha de S.Paulo diz que “grupelhos extremistas costumam atrair psicóticos, simplórios e agentes duplos”. “Está mais do que na hora de as autoridades agirem de modo sistemático a fim de desbaratar [as patrulhas fascistóides] e submeter os responsáveis ao rigor da lei”.
Mais de 15 mil pessoas afirmam que estarão presentes no evento, criado pela Frente Povo Sem Medo no facebook
Fonte: Fernando Paulino é jornalista da SMS/PT-RJ