Opinião

Que mais esperar?

Tudo o que está acontecendo e vai acontecer no Brasil já estava anunciado desde abril de 2006, quando o então procurador-geral Antonio Fernando, sem esperar pelo fim da CPI dos Correios, apresentou sua denúncia contra 40 pessoas envolvidos no chamado mensalão.

Por Tereza Cruvinel- Brasil 247

Rumo à greve geral

A cada dia ficam mais claros os objetivos do governo golpista de Michel Temer. Diante do atual cenário, o momento é de mobilização para uma greve geral que se faz necessária na defesa dos direitos que outrora eram considerados consolidados na Constituição de 1988. Todo esse combate à corrupção não passou de uma grande farsa para tirar o PT do Governo

Por Emanuel Cancella

Estadão: a promíscua relação entre a mídia e o poder

 Editorial sobre a Petrobrás, equivocadamente, desqualifica os petroleiros e a companhia. Um dramático exemplo da parcialidade e mistificação com que os grandes veículos de comunicação tratam a conjuntura nacional.

Estamos sob o império do mal!

O atual momento político social  brasileiro sofre recrudescimentos com o governo golpista de Michel Temer. A marcha reacionária e neoliberal nos remete a fazer uma analogia com o ambiente carcerário e desumano.

Por Emanuel Cancella

 

Pedro Parente não está defendendo os interesses do Brasil

O presidente da Petrobrás, Pedro Parente, apresenta o novo Plano de Negócios para 2017 -2021. Quero dizer que tenho provas e convicção que Parente é um executivo muito inteligente e estendo esse meu conceito a toda sua diretoria. O problema é a serviço de quem está essa sapiência?

Por Emanuel Cancella*

Não colou a denúncia contra Lula

Emanuel Cancella, coordenador do Sindipetro-RJ e da FNP, narra uma conversa imaginária com o Procurador Dalagnol. Chega a comparar sua denúncia contra Lula à do coronel do Exército que, em 1981, tentou responsabilizar uma organização de esquerda pela bomba do Riocentro.

Uma resposta para o presidente da Petrobrás

Petroleiro publica uma resposta à entrevista dada pelo presidente da Petrobrás Pedro Parente no último domingo (11).

Por Emanuel Cancella

É preciso barrar a escalada repressiva

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo chegou ao ponto de ameaçar "proibir" a manifestação do último domingo. Ora, não cabe ao Estado ou à polícia autorizar ou não um protesto. A Constituição já nos assegura esse direito.

*Guilherme Boulos e Lindbergh Farias

"Diante do golpe, senti vergonha e tristeza pelo meu país"

"Os brasileiros que tanto lutaram pela democracia estão de luto desde o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Mais do que isto, estão envergonhados. Este é, pelo menos, o meu caso. A democracia foi uma conquista do povo brasileiro, eu a considero consolidada, e por isso, diante do golpe parlamentar, senti vergonha e tristeza pelo meu país"

Por Luiz Carlos Bresser-Pereira*

Nunca foi tão necessário resistir

"Foi quando nos vimos atingidos por uma onda de gás lacrimogênio e eu senti no braço esquerdo um forte impacto seguido de dor aguda. Havia sido atingido por um projetil de borracha. Já era muito difícil respirar, a garganta ardia, nossas vozes sumiam, os olhos lacrimejavam, a visão se tornara turva e, sem alternativas, corremos em busca de saída que era simplesmente sair do foco e procurar respirar."

Por Roberto Amaral*

Temer e Cunha, dois mafiosos nada trapalhões

Como uma irmandade da máfia Temer e Cunha consolidam um esquema que agrega sonegadores, golpistas e oligarquia econômica na condução do Brasil.

Por Emanuel Cancela


Copyright © 2019 Agência Petroleira de Notícias. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0

Av. Presidente Vargas, 502, 7º andar, Centro, Rio de Janeiro - RJ, CEP 20010-000 • (21) 2508-8878 Onlink.