Saúde

ASSEMBLÉIA POPULAR CONVOCA OS MOVIMENTOS SOCIAIS PARA O SEMINÁRIO “SAÚDE EM ESTADO DE CHOQUE"

Imprimir
Quinta, 28 Agosto 2008
Acessos: 2268
Compartilhar
Dia 30 de agosto. Horário 8h30 às 18h. Local: Auditório do Sindjustiça. Endereço: Travessa do Paço, 23 - 13º andar - Centro - Rio de Janeiro.


 
SAÚDE "EM ESTADO DE CHOQUE"
 
A Assembléia Popular, que pretende ser um espaço de debates e trocas para a luta, convida os lutadores e lutadoras do povo a participarem do próximo Seminário Estadual, que objetiva contribuir para a organização popular, com ênfase na saúde pública.
 
 
 
Do orçamento geral da União de 2007, o governo destinou 5,17% para a saúde, 0,01% para o saneamento, 2,58% para a educação, 0,00% para a habitação e 2,52% para o trabalho.
 
Se saúde é mais que ausência de doença, a saúde do trabalhador brasileiro vai muito mal. Para que não prestasse uma assistência universal, igualitária e de qualidade, o SUS foi sucateado pelos sucessivos governos federais, estaduais e municipais.
 
No Rio de Janeiro, César Maia, além de não investir na rede básica, abandonou os hospitais municipais,o que gerou uma crise em 2005 e provocou a intervenção do Ministério da Saúde.O governo Cabral tenta privatizar a saúde através das fundações de direito privado, apesar de elas terem sido rejeitadas na última Conferência Nacional de Saúde.
 
Horas nas filas, atendimento precário, falta de medicamentos, de material, de profissionais, descaso completo. Precisamos nos reunir, discutir e agir.
 
Consideramos que a participação de militantes e dirigentes do movimento que você faz parte dará uma contribuição importante para a consolidação de mais um espaço de unidade das lutas no Rio de Janeiro.
Objetivo:                                                                                 
É propósito do Seminário "Saúde em Estado de Choque" reforçar o espaço da Assembléia Popular como espaço onde os diferentes movimentos sociais podem compartilhar suas agendas de luta e definir coletivamente uma direção estratégica na construção de uma outra sociedade, para além do capital.

Este seminário busca dar um passo contra o capitalismo e a mercantilização da vida. Por isso, estaremos unidos contra a mercantilização da saúde que também não é mercadoria.

A saúde pública e seu estado de abandono possui relação direta com a política mundial de superexploração dos trabalhadores e corte dos gastos sociais principalmente na América Latina onde o capital tem cobrado do Estado o papel central de financiamento da infra-estrutura de exploração. Falar do "estado de Choque" na saúde é falar sobre a superexploração de todos os trabalhadores pelo capital e esta é uma preocupação de todos os companheiros e companheiras, de todos os movimentos sociais.

Público–alvo: Companheiros e companheiras interessados (as) em discutir a realidade brasileira e latino-americana. Não serão exigidos pré-requisitos para a participação.

Como participar do Seminário? Para participar apenas envie os dados solicitados na ficha anexada para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

O que é uma Assembléia Popular?

A idéia de uma prática política sistemática com base na "Assembléia Popular" nasce da busca por garantir uma forma democrática de organização da vida social. Já imaginou se em cada bairro, zona administrativa, cidade, comunidade rural, existisse um espaço onde cada cidadão e cidadã pudesse dar sua opinião sobre assuntos como a gestão da saúde, da educação, da política externa do país, das agendas a serem cumpridas pelos governos, etc? Onde as pessoas que participassem com regularidade e pensando com sua própria cabeça fossem os principais sujeitos de definição das políticas públicas? Estabelecendo prioridades e acompanhando o processo de execução, não apenas do ponto de vista do orçamento público, mas sobre a própria natureza dessas políticas públicas? A missão desses espaços de democracia direta é o de tomada de decisões, e não apenas um espaço opinativo.

A Assembléia Popular é uma Campanha, de âmbito nacional, originária da Campanha Contra Alca e do Plebiscito da Dívida externa, que visa, justamente, construir este processo de Democracia Direta, criando assim o poder popular.

Compartilhar

Copyright © 2019 Agência Petroleira de Notícias. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0

Av. Presidente Vargas, 502, 7º andar, Centro, Rio de Janeiro - RJ, CEP 20010-000 • (21) 2508-8878 Onlink.